Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Yoga Para Iniciantes: Qual o Tipo de Yoga Para Você?

Uma forte tendência de nossos dias é a necessidade de fazermos algum tipo de exercício físico para manter nosso corpo sempre sadio, contudo, existem algumas pessoas que julgam mais importante manter bem não somente o físico, mas também o mental e o emocional, compartilhando os mesmos cuidados.

Bom, tudo bem, sabemos que uma corrida ou até mesmo uma longa caminhada pode garantir uma qualidade melhor em termos de corpo, mas, será que existe alguma técnica que possa cuidar tanto do físico quanto de nossa parte mental e emocional?

Sim, existe. A yoga pode garantir a harmonia entre corpo e mente tornando sua vida muito mais saudável e agradável.

yoga para iniciantes

Porquê praticar Yoga?

Se você já se perguntou por que praticar yoga ou ainda tem algumas dúvidas, neste artigo iremos esclarecer todas as maravilhas que essa prática milenar pode trazer para sua vida.

E antes que você use a idade para deixar de tentar praticá-la, saiba que praticar yoga não é uma questão de idade e muito menos de gênero.

O yoga tem como finalidade levar aos seres humanos uma forma de caminhar para uma vida feliz, tranquila e cheia de paz, sem mencionar o fato de trazer ótimos benefícios físico, emocional e mental.

O yoga é considerado por muitos conhecedores como a arte que nos ensina a ser felizes.

Duvida dessa possibilidade?

Então continue conosco e vamos adentrar um pouco mais nesta prática milenar.

tipos de yoga

Praticar Yoga é Praticar o Autoconhecimento

Uma prática que é passada de geração em geração por tantos milênios não pode ser algo ruim para nós, concorda?

Prova disso são os profissionais que dedicam suas vidas a ensinar esse tipo de técnica.

Acredite, muitas pessoas conseguiram encontrar paz praticando yoga. Somos seres compostos dos aspectos: físico, emocional e mental e é necessário que esses campos funcionem harmoniosamente entre si  e o yoga é o caminho para esse alinhamento.

Quando conseguimos alinhar essas três partes em nós, percebemos uma melhoria em nossas vidas de uma maneira tão intrínseca que nos sentimos em harmonia com tudo o que está ao nosso redor, em vez de nos sentirmos a parte do mundo no qual  estamos inseridos.

Aliás, nada melhor do que desmistificar que yoga não é religião. Na verdade, yoga é apenas uma prática que permite nos conectar com aquilo que somos.

Outro ponto muito interessante da prática do yoga é a filosofia de vida que nos traz.

Uma maneira de pensar e perceber a vida para tornar a prática ainda mais funcional, extraindo de nós mesmos o conhecimento adormecido.

A filosofia do yoga nos ensina que nós, por nós mesmos  já somos a felicidade, contudo, é um conhecimento empírico adormecido. O yoga ensina que a felicidade não vem de fora, mas que começa dentro de nós.

yoga em casa

Yoga para Iniciantes

Apesar de ser uma arte milenar e aparentemente complexa, saiba que existem maneiras para aqueles que se interessam em começar hoje mesmo a mudar suas vidas, veja aqui.

O yoga pode trazer enormes resultados em sua vida, para isso, nada melhor do que observar algumas dicas importantes que traremos no desenrolar deste texto.

Geralmente um dos grandes inimigos dessa prática é a falta de conhecimento, o fato de ser uma prática que exige lentidão e algumas posturas que parecem simplesmente impossíveis de serem realizadas, no entanto, vale lembrar que, antes de andarmos pelo mundo, todos nós engatinhamos, ou seja, tudo é uma questão de seguirmos pacientemente  o desenvolvimento de nossa prática.

Como o próprio nome já nos diz, o yoga tende a caminhar primeiramente pelos movimentos e posições mais simples para que o interessado não se frustre, por isso, nada melhor do que começar utilizando seus próprios limites naturais e com o tempo, ir experimentando novos movimentos e novas posições, ok?

Observando e respeitando suas próprias limitações, verá que os resultados serão muito mais positivos.

yoga grátis

Qual o seu tipo de Yoga?

Agora caso você prefira procurar por um instrutor de yoga ou alguma pessoa que tenha um conhecimento superior e que está disposto a iniciá-lo nessa tradição milenar, você precisa se fazer a seguinte pergunta: com qual intenção quero praticar Yoga?

Existem diversos tipos de práticas de yoga e cada uma para um determinado fim, por isso, o que você deseja? Trabalhar mais o físico? Para liberar as tensões? Ou para ajudar em algum problema de saúde? Ou acalmar a mente?

Não podemos esquecer que, todo tipo de prática que nos leva a um determinado conhecimento ou resultado, precisa estar direcionada àquilo que desejamos para nós.

Ainda mais quanto ao yoga que é uma prática voltada para nos trazer um melhor conhecimento do que somos e a liberação das boas sementes que todos temos, do que precisamos e do que está adormecido em nosso interior.

Lembrando que, todo tipo de prática necessita de dedicação,  não se frustre caso não consiga resultados nas primeiras horas após o início da prática, o importante é sempre tentar e observar que a cada sessão, você conseguirá avançar um pouco mais descobrindo que é capaz de superar suas próprias limitações.

Yoga para Iniciantes: Organize-se

Não saia correndo para arrumar a casa, a organização desse tópico é referente ao fato de estabelecer um momento diário e uma duração de suas práticas.

Por isso, se realmente deseja fazer yoga e obter resultados interessantes nada melhor do que criar uma rotina para sua prática, buscando sempre os mesmos dias e o mesmo horário para obter um resultado mais satisfatório e de acordo com seus objetivos..

Por exemplo, caso marque em sua agenda “segunda-feira das 15:00 às 15:30 horas, se esforce para seguir esse horário pré definido por você e em hipótese alguma, termine antes do tempo determinado, caso contrário, com o tempo você poderá reduzir ainda mais o tempo que você mesma estabeleceu para si.

Lembre-se sempre, o sucesso dos resultados com o yoga, dependerá exclusivamente de você.

Não podemos esquecer que, por si só, o yoga nos traz uma reeducação de comportamento. Por isso a necessidade de separarmos um tempo para essa prática milenar e, caso analise friamente, verá que não está separando um tempo apenas para praticar yoga, mas sim, para praticar algo para você mesma, ok?

Essa necessidade de separarmos um tempo é um dos maiores desafios para quem quer praticar e se desenvolver positivamente no yoga.

Eu sei o quanto é difícil estabelecer um horário e mantê-lo, até mesmo grandes profissionais e profundos conhecedores dessa arte confessam terem problema na organização, no entanto, é um ponto muito importante que deve ser mantido para seu próprio bem. Por isso, escolha um momento que tenha certeza que poderá realizar o exercício em paz.

Yoga para Iniciantes: O Comprometimento

Desejar é uma coisa, comprometer-se é outra completamente diferente. Quando dizemos “eu quero praticar yoga” e não levamos a sério, estamos apenas desejando! Mas quando falamos e damos início àquilo que queremos e mantemos, isso sim é um comprometimento.

E comprometer-se é como iniciar um relacionamento com outra pessoa, nós nos comprometemos a fazer tudo que podemos  para manter o relacionamento feliz.

E é esse tipo de relação que precisamos manter com o desejo de praticar yoga. Criarmos um relacionamento onde a pessoa com a qual nos comprometemos fazer o melhor, seja nós mesmos!

Afinal de contas, para estarmos bem com o mundo à nossa volta, primeiramente precisamos estar bem com nós mesmos. E o Yoga é uma arte que ajuda-nos e muito nesse quesito.

A prática aponta que passando os 21 dias de treinamento de yoga, tudo fica muito mais fácil, pelo fato de você ter estabelecido um tempo mediante ao seu comprometimento, e também, esse tempo é importante para uma melhor desenvoltura.

Nos primeiros dias você enfrentará algumas barreiras como dores, adaptação ao local, espaço, colegas, professor, etc, mas caso comprometa-se com a filosofia de vida que está aí subentendida, verá que os resultados valerão a pena.

Yoga para Iniciantes: Respeitando seus Próprios Limites

É preciso respeitar os próprios limites! Lembra de quando falei que antes de andar, engatinhamos?

É sobre isto que quero trazer um alerta, que pode parecer óbvio, mas sempre é bom repetir para não deixar passar batido ou despercebido!

É muito comum os iniciantes de yoga começarem a procurar por posições mais complexas, esperando alcançar resultados mais rápidos. Caso pense dessa maneira, chego à tempo  de dizer-lhe:  você pode estar colocando em risco todo o seu trabalho.

O yoga nos ensina o respeito aos nossos próprios limites, por isso, nada melhor do que iniciar nesta arte de maneira correta, ou seja, realizando movimentos dentro de sua capacidade, caso contrário, além de se frustrar com movimentos dignos de um profundo conhecedor da arte, ainda poderá conseguir alguns incômodos.

Por isso, utilizando um velho ditado: não coloque o carro na frente dos bois.

Caso contrário não colherá nenhum resultado positivo de todo seu esforço. Comece com as posições simples que lhe deixam confortáveis, que lhe permitam caminhar a passos naturais para novos movimentos.

O progresso vem com a prática! Sem você forçar vai notar que seu corpo e limites vão sendo modificados pouco a pouco.

Não esqueça que isto são dicas para yoga para iniciantes e quando passar por esse período de início e autoconhecimento, aí sim você estará preparado para movimentos mais complexos. Acredite, eles virão naturalmente.

Yoga para Iniciantes: Atente-se, Esteja Presente

O yoga é um tipo de exercício bem diferente dos demais que conhecemos por aí.

Por ser uma arte voltada para nossa própria compreensão e autoconhecimento, é necessário estarmos sempre conscientes ou focados,  ao realizarmos os movimentos.

Por isso a necessidade de estarmos sempre prestando atenção à nossa respiração. Uma maneira de manter nossa mente focada e presente.

Por isso, quando estiver praticando yoga e sentir sua mente divagando para outras questões além do momento presente, retorne sua mente para o que está fazendo, preste atenção em seus músculos, em seus movimentos, em sua respiração, limpe a mente de tudo que a distraia, de alguma maneira e lembre-se: a prática do yoga é para seu próprio bem e a chave para sua felicidade está dentro de você.

Atente-se para os movimentos e para a respiração e dessa maneira, os asanas trabalharão não somente em seu corpo físico, como também no mental e emocional, facilitando que as transformações resultantes da prática da Yoga, aconteçam em sua existência.

yoga para iniciantes

Os Diversos Tipos de Yoga

Como o Yoga pleno comporta uma vasta filosofia e propostas práticas, impossível de ser realizada por uma pessoa em uma única existência, foi subdividido em tipos, facilitando assim pouco a pouco o entendimento do conteúdo a aprender.

Abaixo veja uma lista contendo uma série de tipos de Yoga e suas práticas do ocidente:

Rája Yoga

Esse é um tipo de Yoga que conta com um número maior de técnicas mentais. é preferido por aquelas pessoas que já tem uma tendência à quietude mental.

A palavra Rája significa real, ou seja, dos reis e didaticamente consiste em quatro partes:

  • dháraná, concentração mental;
  • prathyáhára, abstração dos sentidos;
  • dhyána, meditação;
  • samádhi, hiperconsciência.

Bhakti Yoga

Essa prática utiliza-se serviço ao mundo, reconciliação, adoração, caridade, amor ao próximo, altruísmo. Apesar de ser devocional esse tipo de yoga tem como premissa cultuar as forças da natureza, da lua, do sol, rios, etc, mas também ver no outro ser humano o reflexo amoroso do Criador.

Karma Yoga

Essa é uma prática que nos ensina como agir em nossas vidas de uma maneira a estarmos de acordo com a lei do retorno, ou das colheitas daquilo que foi semeado.

Para quem não sabe, Karma significa ação e o yoga nos induz para essa ação, ou seja,  aos trabalhos conosco mesmos de autossuperação e com o outro, e às realizações

Entretanto, esse tipo de prática não visa benefícios pessoais, recompensas ou até mesmo reconhecimento.

Tudo que é feito, tem como objetivo oferecer ao Criador, por reconhecê-Lo em tudo e em todos.

Jñána Yoga

Esse tipo de Yoga é destinado às pessoas que estão em busca de autoconhecimento.

A palavra Jñána significa conhecimento, é um método que consiste na meditação da resposta que o psíquico elabora referente a pergunta: quem sou eu?

É um caminho de estudo e busca do conhecimento das leis que regem a vida como um todo.

O Jnana Yogue gosta de aprender. De tudo que enobrece, alegra, informa, acrescenta… e percebe que este caminho o leva ao encontro da Verdade ou essência da vida!

O caminhante deste tipo de Yoga sabe que o conhecimento liberta!

Laya Yoga

Essa é uma técnica destinada aos praticantes que buscam desenvolver sua paranormalidade através de técnicas respiratórias, corporais, mantras e etc.

Laya significa dissolução e nesse tipo de prática a pessoa procura dissolver sua personalidade enquanto ser apartado da verdadeira essência! Este apartamento se dá pela forte influência e barreira feita pelo Ego.

Através de uma série de respirações sistematizadas e técnicas corporais de contrações as influências das funções físicas e psíquicas vão sendo acalmadas e a consciência vai sendo levada a níveis cada vez mais sutis até a conexão com o Psiquismo do  Absoluto.  

Mantra Yoga

Como o próprio nome já diz, é uma prática voltada aos mantras que são vocalizações.

É um ramo do yoga que tem como finalidade alcançar  o despertar da consciência.

Através da ressonância de sons repetidos inúmeras vezes.

Os mantras são previamente pensados e criados.

O despertar da consciência ocorre com a ascensão da energia “Kundalini” ao topo da cabeça num centro de energia ali situado.

Esta energia parte da região equivalente ao cóccix onde ela “dorme” no homem comum, mundano, e sobe por um eixo energético equivalente ao trajeto da coluna vertebral.

Ao vencer as barreiras naturais e chegar ao topo acontece o estado de Samadhi, êxtase, conexão com a energia do Todo, do Um, tornando-se Uno com Ele.

TantraYoga

Essa é uma prática que permite utilizar a sexualidade para alavancar à uma evolução interior.

Tantra é o mesmo que fazer qualquer coisa com autoridade, prosperidade e riqueza, pelo fato de ser a vida de aprimoramento e evolução interior através do domínio pleno da energia criadora, Shakti.

É uma maneira de ensinar a como relacionar-se consigo mesmo e com tudo que está ao seu redor, algo que é possível devido a canalização da libido.

Kundalini Yoga

Esse é um dos ramos mais conhecidos, especializados e indicado para o despertar das energias latentes no sistema nervoso central.

Kundalini quer dizer “aquele que tem aparência de serpente” e é um tipo de prática que visa o despertar da energia.

Uma energia relacionada com a sexualidade e começa da ascensão da medula espinhal até o cérebro produzindo uma constelação de paranormalidades que resulta em uma expansão de consciência e plena felicidade, também conhecido por samádhi que é a meta do Yoga.

Siddha Yoga

Esse é um tipo de Yoga que tem origens tântricas e por isso utiliza muitos mantras e muita meditação.

Siddha significa perfeito ou siddhis que seria o mesmo de poderes paranormais.

É uma prática que utiliza  mantras e pújás, mas que tem como base a reverência ao guru interior para se conectar ao Guru Supremo do Universo.

Kriyá Yoga

Este caminho Yogue ensina através de técnicas respiratórias, converter a respiração em substância espiritual.

Foi Paramahansa Yogananda, quem trouxe este conhecimento e prática para o Ocidente.

Para maiores informações, vale clicar aqui.

Yoga Integral

É uma modalidade contemporânea que incorpora a filosofia do Yoga em nosso dia a dia e por isso é conhecido como Yoga Integral.

Esse nome é devido a sua proposta de integração à vida  cultural, artística do praticante e profissional.

Foi criado por Sri Aurobindo que defendia o fato do Yoga deixar de parecer com algo místico e anormal que não tenha relações com os processos comuns da energia de nosso planeta.

Mesmo sendo um desdobramento contemporâneo de Yoga, é válido pela proposta de simplificar o que muitos ocidentais costumam elitizar.

Hatha Yoga

Visa harmonizar as polaridades manifestas no corpo e na mente, para permitir a livre ascensão de Kundalini.

Essa é uma modalidade que consiste nas técnicas corporais que envolvem alongamentos gradativos, contrações, equilíbrio, torções bem como relaxamento e técnicas  respiratórias, sugere condutas alimentares e por fim meditação.

Alguns historiadores datam seu aparecimento no séc XIV, outros XV e outros ainda XVI.

É uma modalidade de Yoga que propõe através do domínio do corpo a união com o Todo ou Samadhi.

Domar os ímpetos físicos aquietando a mente para o estado de elevação da consciência à níveis da plena realização na felicidade da união com o Todo.

Para isso, utiliza-se do exercício dedicado, dos asanas (posturas), respirações, relaxamento, meditação.

Todas as técnicas modernas de yoga, como por exemplo: Bikran yoga, Power Yoga, Ashtanga Vinyasa Yoga, Kundalini Yoga, Hot Yoga, Yvengar Yoga, Satyananda Yoga, Swasthya Yoga, etc., são derivados do Hatha Yoga.

Iyengar Yoga

É um atual método de Yoga criado pelo mestre indiano B.K.S Yvengar, onde adaptou os asanas de tal maneira, usando muitas vezes aparelhos que permitem que as pessoas com alguns níveis de deficiência física possam ter acesso aos asanas do Hatha Yoga.

Ele criou este método devido à própria dificuldade que encontrava em praticar alguns asanas, devido à algumas variações anatômica de que era portador.

Seu muito rigoroso tio, o obrigava a praticar com frequência e como encontrava muita dificuldade em executar determinados asanas, foi criando alternativas e complementos sob forma de aparelhos para tal execução.

Estes aparelhos aumentam a possibilidade de permanência nos asanas, melhorando assim a autoestima e o vigor dos efeitos inerentes a eles, associados ao rigor do alinhamento físico.

As posturas mais complexas também são mais acessíveis de maneira mais segura.

Conclusão

Descrevi aqui alguns importantes aspectos no caminho do Yoga.

Também descrevi algumas modalidades de Yoga para você começar a se inteirar deste universo.

Vai encontrar outras que a modernidade trouxe.

Aprenda a separar o joio do trigo!

É importante que você trace seus objetivos inicialmente, para então ir buscar a melhor modalidade para seu perfil.

Converse com pessoas que já estão praticando!

Busque informações, experimente uma e outra escola, até encontrar o lugar onde seu coração fique feliz e sereno. Onde você possa começar a sentir os efeitos benéficos da prática de Yoga.

Lembre-se: mesmo estando no ocidente, que é um lugar onde o Ego é o centro do universo, cuide-se para que sua prática seja para você se autoconhecer, retirando pouco a pouco os vícios trazidos pela vida consumista.

Isto já é Yoga!

Aprenda a ver e ser ético  dentro e fora de você e a entender que tudo tem um porquê.

Vai sentir a energia da compaixão, da entrega,  surgindo dentro do seu coração.

Vai perceber o quanto pode descomplicar para ser feliz…

Vai perceber muito mais…

Boa caminhada!

Espero por você!

Namaste!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *