Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Auto Abhyanga em harmonia com o Yoga – Parte 3

Imagino que após o treino das duas etapas anteriores, você já poderá aprender a terceira e última etapa da auto massagem, Auto Abhyanga!

Membros inferiores –

  • Apoiar o pé esquerdo no chão com joelho levemente fletido. Reclinar um pouco o tronco para trás. Aplicar óleo na coxa. Posicionar as mãos juntas na parte superior da coxa e deslizá-las até todo o joelho. Passar por sobre ele e retornar subindo pela região posterior da coxa com pressão. Várias vezes.
  • Uma das mãos por baixo, outra por cima com movimentos longos de ir e vir.
  • Movimentos circulares de ir e voltar.
  • Por sobre os glúteos, movimentos circulares grandes.
  • Óleo sobre os joelhos. Apoiar as mãos pegando os joelhos por baixo e massageando com os polegares, as laterais interna e externa das patelas (Janu).
  • Movimentos circulares nas faces laterais dos joelhos.
  • Aplicar óleo em toda a perna. Deslizar indo e vindo.
  • Molhar as mãos, deslizar descendo pela frente, contornar os maléolos e subir pela região posterior.
  • Na região das panturrilhas, deslizar mão após mão para cima.
  • Sobre o dorso do pé, em torno do tornozelo com movimentos circulares. Passar óleo na planta do pé em posição de padmasana.
  • Com polegares circular toda a planta do pé. Do calcanhar até próximo dos dedos. Esta etapa é de extrema importância. Se você não tem muito tempo é melhor que massageie somente esta área. No centro da meia ponta está outra saída da energia Vyana e  Apana (Talahridaya).
  • Passar o dedo entre os dedos do pé.
  • Dedos em pinça massagear o espaço entre o halux e o segundo dedo.
  • Fechar a mão e friccionar toda a sola, soquinhos leves e tapinhas.
  • Repetir com a outra perna.

Assim encerra-se a sequência desta auto massagem de efeitos  benéficos, saudáveis, restabilizadores!

Existem alguns casos quando  não deverá ser feita a auto massagem, tais como: estômago cheio, após relação sexual, se febril, quando em estado de debilidade geral, em portadores de câncer e doenças dos vasos linfáticos, sobre lesões de pele, quando com doenças inflamatórias ou bacterianas ou em estado abalado da saúde e bem estar.

Que você possa se beneficiar desta prática e partilhar desta aprendizagem com seus amigos.

Gosto de pensar que se vivermos com cuidados que passam pela boa nutrição, equilíbrio entre  trabalho e  repouso, solidariedade, simplicidade e bom senso,  poderemos sentir por muitas vezes a tão sonhada, plenitude!

Empenhe-se! Namaste!

Texto: Dáfani Nardi

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *