Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Auto Abhyanga em harmonia com o Yoga – Parte 1

Quero que você aprenda uma técnica Ayurvédica de auto massagem, para evitar o estresse, manter a circulação sanguínea e energética desobstruída, buscando ter a saúde estável –  auto abhyanga!

Abhyanga significa aplicar óleo.

Aplica-se sobre a pele que é o maior órgão do corpo.

Ela absorverá nutrientes e o óleo adequado para cada tipo de dosha (constituição), será o veículo.

Óleo: Os óleos usados devem ser vegetais e prensados a frio.

Amornar óleo de Gergelim, base de muitos tratamentos, pois é  nutritivo e quente (indicado para pessoas de constituição Vata), acrescido de um pouco de óleo de Girassol (para não agravar pitta).

Usa-se o óleo de Coco nas pessoas que tem pele muito sensível e são de constituição Pitta, ou se o dia estiver muito quente.

Para os Kaphas usa-se óleo de Mostarda.

Pode-se acrescentar gotas de óleo essencial. Para os Kaphas pode-se usar Ylang-ylang e aqueles com problemas respiratórios usar óleo de Eucalipto.

Óleo essencial de Lavanda, Rosas, Sândalo.

Obs.: Não permanecer por mais de meia hora com o óleo no corpo para não entupir os poros.

Ambiente: sem correntes de vento, tranqüilo e que lhe dê privacidade. Usar pouca vestimenta viabilizando o uso do óleo e a própria massagem.

Horário: uma boa opção é à tarde após o trabalho ou quando seu tempo é menor, fazer no final de semana. Pode-se fazer a massagem com a família, estimulando e estreitando os laços do afeto e do “cuidar”.

Uma ótima conduta  ao cair da tarde: praticar asanas (exercícios), pranayamas (técnicas respiratórias), auto massagem, shavasana (relaxamento), meditação e banho.

 

A técnica:

Os movimentos principais devem ser longos nos segmentos e circulares nas articulações, como se desenhasse um “oito”.

Seguir o sentido dos pêlos, por exemplo sobre o membros com toda a palma da mão, fazendo maior pressão para baixo e mais suave para cima.

Em áreas localizadas, usar a polpa dos dedos.

O nível de pressão ou de força depende da constituição de cada pessoa.

Em pessoas muito magras, o movimento deverá ser leve e deslizante.

Em pessoas com mais musculatura, o movimento deverá ser ao nível do músculo, sentindo a camada muscular.

Nos mais Kapha (obesos) o movimento deverá ser mais profundo, como que “espremendo” o músculo.

Quando chegar nas articulações é preciso aí parar e executar movimentos circulares para o óleo penetrar e lubrificar dentro delas.

 

Seqüência:

Cabeça –

Iniciar sempre pelo topo da cabeça, no ponto Adhipati – intercessão entre a linha que vai do ápice de uma orelha a outra e a linha que vai desde o nariz à região inferior do occipício.

  • Colocar um pouco de óleo morno na palma da mão direita e jogar sobre este ponto em seguida fazer movimentos circulares no sentido horário com a mão espalmada.
  • Mantendo as mãos sempre bem úmidas, movimentá-las do topo da cabeça para baixo, como se estivesse aplicando xampu. Passando os dedos por dentro dos cabelos com certa pressão.
  • Com os polegares fazer movimentos circulares na base do crânio bilateralmente.
  • Movimentos de “zig-zag” do topo da cabeça à base da orelha.
  • Passar os dedos por dentro dos cabelos e puxá-los levemente.
  • Molhar novamente as mãos com óleo e “pentear” os cabelos com as mãos e dedos.

Rosto –

  • Após molhar as mãos, apoiar a polpa dos dedos sobre o centro da testa e deslizá-los até a região temporal e à base das orelhas.
  • Desde a lateral do nariz, deslizar as mãos espalmadas embaixo dos olhos até as orelhas, por 3x.
  • Fazer movimentos circulares sobre as bochechas indo em direção das orelhas, por 3x.
  • Deslizar como se desenhasse o “bigode” até as orelhas, por 3x.
  • Com os dedos polegares apoiados embaixo do queixo, fazer movimentos circulares até o final da mandíbula. Deslizar em linha reta ascendente até a região atrás do lóbulo das orelhas, por 3x.
  • Pinçando as orelhas com os polegares e indicadores, massagear com movimentos circulares a região da hélix das orelhas. Com mesmo movimento massagear também a anti helix e escafa. Por fora e por dentro de cima pra baixo.
  • Com os indicadores, massagear as conchas das orelhas. Se tiver problemas auditivos, massagear o conduto auditivo com os dedos umedecidos de óleo.
  • Finalizando, posicionar levemente os dedos sobre os olhos e deslizá-los passando por cima da cabeça, indo em direção à nuca. Fazer movimentos com os dedos como se estivesse espirrando água deles, por 3x.

Pescoço

  • Espalmar as mãos na base do pescoço e deslizá-las para cima, uma após a outra, em movimento contínuo.
  • Virar o rosto para o lado e deslizar da mesma maneira pegando o músculo esternocleidomastóideo. Repetir para o outro lado.
  • Massagear músculos posteriores do pescoço até onde os dedos alcançarem, descendo para os ombros/costas.

Esta massagem trará benefícios como: alívio para os olhos irritados, para quem sofre de insônia, enxaquecas, problemas na ATM, nevralgias faciais, dentre outros.

Se  não souber qual  a sua constituição segundo a abordagem Ayurvédica, será interessante buscar a ajuda de um profissional qualificado para esta análise.

Treine bastante preparando-se para a próxima etapa (Auto abhyanga – parte 2).

Vamos começar?

 

Texto: Dáfani Nardi

 

 

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *